sexta-feira, setembro 09, 2011


Como evitar os temidos acidentes domésticos!

4
Oi meninas, tudo bem?
A Manú faz 8 meses essa semana, a as mudanças são nítidas, ela já tem muita independência pra se mover e nunca caiu, mesmo não engatinhando ainda, não dá mais pra deixar ela sozinha, pensando nisso, fiz uma pesquisa e vou postar pra vocês algumas dicas para evitar acidentes em casa com crianças e bebês.
As estatísticas dizem que nove em cada dez acidentes envolvendo crianças acontecem em casa ou na escola e, muitas vezes, podem ser evitados apenas com cuidados preventivos. Uma boa maneira de começar é ensinar as crianças por meio de brincadeiras, mostrando como os acidentes costumam acontecer e quais os procedimentos necessários para socorrer uma vítima de acidente
A Safety, maior fabricante de produtos de segurança para crianças na faixa etária de 0 a 24 meses, garante que a maioria dos acidentes com os pequenos ocorrem na cozinha e banheiro. A Safety produz travas de armários de cozinha, geladeiras, freezers, portas de fogão, antiderrapante para o chão do banheiro, banqueta especial para ajudar a dar banho no pimpolho, protetor de vaso sanitário, torneira do banheiro e porta, para evitar que a criança se tranque no banheiro, além de protetor de quinas para móveis e trava de janelas e portões etc.
A empresa também fabrica protetores para entrada do vídeo cassete, além das tampas para tomadas de energia. O isolador de escada (tipo portãozinho), protetores de fechadura e protetores para porta de vidro, para a criança não prender o dedo, compõem os produtos destinados às áreas internas. Existe também um bip que avisa se a criança está em área externa, e alarmes e travas para portões que dão para a rua. Um protetor solar para veículo e retrovisor especial para a mamãe observar o bebê enquanto dirige, também fazem parte da lista de produtos. Segundo o Sr. Pedro Quina, da Safety, "o brasileiro ainda não tem a devida preocupação com essa realidade”
Abaixo os casos mais comuns de acidentes e como evitamos:

Quedas
Não deixe a criança sozinha em camas, trocadores, ou sofás;
Coloque barreiras nas escadas para impedir que as crianças brinquem nelas;
Não use andadores. Eles podem prejudicar a articulação da coxa, além de representar perigo, principalmente em escadas e declives;
Verifique se os brinquedos do playground são seguros;
Não permita que crianças brinquem em lajes e telhados;
Coloque grades protetoras em janelas, sacadas e varandas. Telas foram feitas para evitar a entrada de insetos e não são resistentes o suficiente para servir de proteção;
Não coloque móveis perto de janelas para evitar que as crianças os usem como escada.

Afogamentos
Coloque barreiras que impeçam a criança de entrar na piscina de casa sem ser vista;
A criança deve usar bóias ou flutuadores sempre. Nunca a deixe desassisada, mesmo que ela saiba nadar;
Não deixe a criança correr em volta da piscina ou mergulhar em locais perigosos;
Observe se na praia ou no clube existem salva-vidas;
Tenha cuidado especial com o mar por causa dos buracos e das correntezas.
Cuidado com baldes e bacias que contenham água, no quintal ou na lavanderia, existem casos de crianças que perderam a vida por caírem de cabeça em um balde com 4 dedos de água.

Asfixia
Cuidado especial deve ser tomado com sacos plásticos. A criança pode querer brincar com eles e se asfixiar. Esse material deve ficar longe de seu alcance.

Queimaduras
A causa mais comum de queimaduras não são acidentes com fogo, mas o derramamento de líquidos quentes:
Mantenha os alimentos e bebidas quentes longe da borda dos balcões, mesas e pias. Deve-se evitar o uso de toalha de mesa se nela houver alimentos ou bebidas quentes, pois a criança pode puxá-la e se queimar;
Se você estiver segurando algum alimento quente, não pegue seu filho no colo;
Quando estiver cozinhando, mantenha seu filho afastado da cozinha;
Oriente seu filho – e se tiver empregadas ou babás, também – para o risco das queimaduras;
Não é só na cozinha, porém, que há riscos de queimaduras:
Mantenha seu ferro de passar desligado;
Não deixe a criança regular a temperatura da água e não a deixe entrar no banho sem antes testar a temperatura;
Mantenha tomadas tampadas e fios de extensão fora das tomadas quando estão fora de uso. A criança pode tentar enfiar os dedos ou objetos dentro do buraco da tomada, ou colocar plugs de fios de conexão na boca.

Engasgamentos
Bebês e crianças tendem a pôr tudo na boca. Por isso, peças e objetos pequenos devem permanecer longe de seu alcance. Os objetos mais comumente implicados em engasgamentos são moedas, pregos, agulhas, lápis, brinquedos com peças pequenas, pedaços de balões de gás estourados, jóias, bijuterias, pilhas e baterias.

Envenenamento
Medicamentos, produtos de limpeza e higiene, além de plantas ornamentais são as causas mais comuns de envenenamento em crianças. Este tipo de acidente é imprevisível, pois bastam alguns segundos para a criança ingerir grande quantidade desses produtos.

Bjus e um ótimo fim de semana sem acidentes!!


Comentem!!!

4 comentários:

Edi disse...

Querida, obrigada pela força origada meeesmo, não sabe como fiquei mais calma depois que li seu comentário, é bom saber que outras mamães já passaram pela experiência da primeira ultra e não ter visto nada.

Não sei quando farei outra ultra novamente, marido quer esperar mais um pouco vou ver o que o médico diz sobre o exame e então vejo o que faço.

Um Graaande beijo viu, e muuuito, muito obrigada pelo cartinho.

Roberta disse...

Olá!
esta é a primeira vez que visito seu blog. Também fui mãe dia 17/01 e de uma menina, a Olívia!
Infelizmente, no dia 19 ela foi morar com Deus. Deve ter achado seu colinho mais gostoso que o meu e sem sombra de dúvidas é!rs
Que Deus abençoe profundamente você, seu esposo e sua Manú!
Um beijo enorme!

Roberta
http://estamosjuntoseoqueimporta.blogspot.com/

Roberta disse...

Oi querida! Obrigada pelo carinho...
Confesso que no início me senti culpada sim. Mas foi por pouco tempo! Deus me permitiu sentir sua presença a todo momento e me mostrou que não era culpa minha e nem de ninguém... simplesmente foi assim que Ele havia planejado e durante toda minha gestação estava me mostrando, mas eu não enxergava (ou não queria enxergar!!!).
Puxa, imagino a barra que você passou, mas pelo que posso ver, você é uma mulher de Deus e tem muita fé e força! Parabéns pela sua superação e a prova disso é sua princesinha que hoje esta ao seu lado! =)
Obrigada de todo meu coração por se lembrar de mim em suas orações!
Com carinho,
Roberta

Futuros Papai e Mamãe disse...

Amei o post,
Sabe que essa é uma questão que sempre comento com meu marido, que quando a gente tiver nosso baby vamos ter que tomar muitos cuidados, inclusive com os 4 cães que temos em casa...
Suas dicas foram ótimas!!!!

Beijinhos ;*

Postar um comentário