quinta-feira, fevereiro 09, 2012


A saga ...De volta a escola...

1
Oi gente, tudo bem?

Hoje não esta tudo tão bem quanto eu gostaria, por quê? A Manuela esta de volta a escola, e isso não esta fazendo bem para nenhuma de nós duas...

Isso vai parecer drama, mas eu estou numa tristeza tão profunda, que meu corpo chega a doer, eu sinceramente achei que dessa vez seria mais fácil para ambas, mas estou enormemente enganada.

As aulas voltaram na terça feira, e assim que ela entrou na escola, ficou toda encantada com o ambiente colorido e cheio de balões que eles prepararam para receber as crianças, ela ficou toda alegre apontando as fitinhas penduradas no teto, a professora que veio recebe-la não teve dificuldades em leva-la, ela foi toda contente eu dei até tchau e ela nem ameaçou chorar.

Dei as costas e saí com um nó na garganta, mas ainda assim um tanto aliviada com o fato de ela não ter chorado.

Fiquei o dia todo com uma sensação ruim, mas orando e torcendo pra que ela ficasse bem.
Assim que meu marido foi busca-la as 15:00 ele me ligou, disse que ela estava bem, mas que a professora tinha dito que ela chorou muito, vomitou, não dormiu, não quis comer e nem mamar nada e que ninguém conseguiu fazer ela se acalmar.

Isso me fez encher os olhos d’água...

Na quarta eu tinha uma entrevista agendada as 10:00 as 11:00 com a enfermeira da escola, ela queria saber mais sobre a rotina e os cuidados com a Manu, assim que eu cheguei, fui levar ela ao berçário e aquilo já me derrubou, eu sai da sala sem coragem de olhar pra traz e ver minha filha chorando e como uma carinha que dizia, “não me deixa aqui mamãe”.

Fui então aos cacos, fazer a entrevista com a enfermeira, que no final durou uns 15 minutos, assim que terminamos, perguntei se podia então subir e ficar um pouco com a Manu, ele me disse que sim e corri pro berçário, ela continuava chorando e assim que me viu, se agarrou a porta que eu quase não consegui entrar.

O choro se acalmou, e ela aceitou o almoço, comeu maça e já estava até sorrindo, tentei sair fazendo o mínimo de alarde possível, deixei ela brincando com uma parede de espelhos que tem na sala, ela estava toda distraída com a própria imagem, mas infelizmente ela viu pelo mesmo espelho que estava saindo e ai eu desabei outra vez.

Sai de novo sem olhar pra traz, fui para o trabalho chorando, tinha certeza que ia ser igual o dia anterior, ela ia vomitar, ia chorar, e enfim....cheguei no trabalho e assim que uma amiga que esta vendo o meu drama me perguntou como a Manu tinha ficado, eu já estava chorando outra vez.

Liguei na escola e foi só pra confirmar mesmo, a professora disse que ela estava chorando desde a hora que eu saí, tinha vomitado, não queria nada e nem ninguém, disse que ela ia dar  um banho pra ver se ela melhorava...não teve jeito.

Ela só melhora quando o pai chega pra pega-la.

Hoje foi a mesma coisa, e o som do choro dela me perturba a alma o dia todo, não consigo pensar nela sem que meus olhos se encham de lagrima.

Queria que a minha filha voltasse pra dentro da minha barriga, que eu pudesse voltar a leva-la comigo onde eu fosse, queria ter nascido com um pouquinho mais de dinheiro, pra não precisar trabalhar tanto e deixar ela nesse estado, queria ter certeza que ela esta bem agora e que vai ficar cada vez melhor, mas nada disso é possível.

Então quero um pouco de calma e paciência, porque preciso pensar que isso uma hora vai passar.
Senhor, faz passar rápido em nome de Jesus.

1 comentários:

Edi - Pronta Para Ser Mãe disse...

Coração de mãe não tem jeito né, sente tudo e sofre demais, é duro ver o sofrimento desses pequenos quando iniciam a escolinha a adaptação é muito difícil pra eles, mas uma hora passa sei tb que você sabe disso, mas infelizmente não há muito o que fazer á não ser recompensar todo o choro com muito carinho e amor quando for buscá-la e estiverem juntos em casa.

Beijos
Edi

Postar um comentário